Os cinco poderes do gerenciamento de tempo para o trabalho e para a vida

“Compositor de destinos, tambor de todos os ritmos. Tempo, tempo, tempo. Entro num acordo contigo. Tempo, tempo, tempo”. Caetano Veloso cantava sobre o tempo em 1979, mas a dominação que essa palavra exerce sobre a humanidade vem bem antes dos anos 70; desde os Babilônios, na Mesopotâmia, entre 1950 e 590 A.C. Foram esses povos que começaram a marcar a passagem do tempo. Mal sabiam eles que isso seria motivo de angústia para muitos da nossa geração.

Profissionalmente, tudo ficou mais acelerado com a chegada da internet e, ao trabalho, foram incluídas exigências de alta performance que contribuem com o estresse, síndrome de burnout e outros problemas de saúde. A mudança de ambiente de trabalho ocorrida devido à pandemia também influencia na produtividade do profissional que, agora, precisa lidar com o trabalho dentro do lar e as adaptações que essa realidade exige. Mas isso tem sido falado constantemente, desde o início da pandemia. Então, que aspecto eu trago de novo para esta reflexão?

O que trouxe para este texto é a ideia de que o gerenciamento de tempo se tornou essencial, porém cada vez mais é tratado como algo secundário. Creio que o motivo dessa negligência seja a ideia de que só quem precisa gerenciar o tempo é quem pensa em produtividade, mas é o oposto do que defendo; as pausas e os momentos de autocuidado são parte desse planejamento para que um todo funcione.

Para defender esse ponto de vista eu parto do princípio de que um profissional habita em um corpo que precisa estar saudável para funcionar bem. Para a saúde e para a formação de um profissional competente e adequado a esses novos modelos de trabalho, a ausência de gerenciamento do tempo pode significar desde o fracasso de um projeto até a debilidade da saúde de uma pessoa.

Mas, como estar nessa geração sem adoecer? Como gerenciar meu tempo para produzir melhor e aperfeiçoar minhas habilidades para o mercado sem que a saúde mental seja afetada? Equilibrando a balança. Se entre as suas metas diárias não estão incluídos momentos em que você toma um café, faz exercícios ou simplesmente para, isso pode se tornar um problema futuro, tanto para a saúde quanto para o aspecto profissional.

Para te convencer de que você precisa planejar sua rotina de descanso, de desaceleramento ou como queira chamar, separei cinco argumentos que chamei de poderes, os quais podem  te ajudar neste processo.

O poder da mente relaxada

Relaxar já virou clichê, mas saúde não. Um profissional relaxado e descansado pode contribuir melhor com a sua função mantendo a sua saúde mental. Seja como colaborador ou CEO, a mente descansada produz mais e expande a capacidade para funções criativas. Lance mão de meditações, silêncios programados. Encontre algo que leve sua mente para longe por alguns minutos no dia.  

O poder da hora

Com o home office estabelecido há mais de 1 ano, as dificuldades de separar um tempo específico para os afazeres pessoais são reais. A ideia é separar na agenda os dias e as horas em que precisa se dedicar aos afazeres além trabalho. Ao mesmo tempo, deixar a hora do trabalho bem determinada para os membros da casa é importante para que não haja interrupções. O gerenciamento de cada hora do seu dia proporciona menos estresse e produtividade já que, quando se planeja, dedica-se momentos para tudo que é importante, incluindo as pausas.

O poder das pausas

Falando em pausas, aproveite-as para desacelerar e manter a produtividade. Como? Entre as vantagens de estar em um home office, fazer intervalos mais longos e desestressantes é uma delas. Seria impossível dar uma pausa de 5 minutos para fazer alongamento ou mesmo brincar com seu pet dentro de um escritório, não é mesmo? De qualquer forma, as pausas sempre descansam o cérebro e contribuem para uma rotina de trabalho saudável. O método pomodoro é um recurso que te ajuda a organizar essas pausas.  Estou usando o método neste momento para escrever este artigo.

O poder da automação

Automatize seu dia e facilite os processos. Aplicativos, agendamentos automáticos, lembretes ativados, metodologias. Todos esses recursos são importantes para otimizar seu tempo para que você cumpra suas funções em tempo hábil para gozar de descanso e pausas no cotidiano. Deixe que esses aplicativos lembrem você dos seus compromissos, de quando parar ou começar uma atividade. Tire mais essa função do seu cérebro!

O poder do autoconhecimento

Por último e não menos importante, autoanálise te ajuda a encontrar a sua melhor versão. Saber qual período você trabalha melhor, que assunto você domina mais, quais são suas habilidades e dificuldades te ajudarão a planejar seu tempo de modo estratégico e inteligente. Em tempos de home office, pode ser a sua chance de trabalhar no seu momento mais produtivo, mas também de se levantarem dificuldades antes não conhecidas. Observe-se e acompanhe seus progressos e atrasos. Eles dizem muita coisa. 

#Autoconhecimento #Gerenciamentodetempo #Pausas #Síndromedeburnout

2 visualizações0 comentário